Bem-vindo: 23 Out 2017, 04:39



Todos os horários são GMT - 3 horas




Criar novo tópico Responder  [ 152 mensagens ]  Ir para página 1, 2, 3, 4, 5 ... 8  Próximo
Autor Mensagem
 Título: Desmistificando as BBT - guia rápido e prático
MensagemEnviado: 22 Jun 2011, 16:25 
Offline
Citar mensagem
Moderador
Moderador
Avatar do usuário

Registrado em: 04 Nov 2009, 23:04
Mensagens: 21673
Localização: Santo André - SP
Curtiu: 9 vezes
Recebeu Curtir: 146 vezes
Saudações a todos!

Vejo (e recebo) inúmeros questionamentos sobre como cuidar das Bubble Tip Anemones (BBT), portanto decidi fazer um guia rápido para iniciantes e quem sabe até não iniciantes que por ventura tenha algum tipo de dúvida.

Bom, inicialmente gostaria de esclarecer que não sou biologo e nem tenho formação na área, sou apenas um colecionador apaixonado de anêmonas BBT, tenho cerca de 20 atualmente no meu tanque. As informações aqui prestadas são fruto de muita leitura e pesquisa, principalmente em outros idiomas, visto que o material em português é bastante precário e escasso. Vou evitar citar muitos termos técnicos, serei bastante prático e objetivo.

Vamos lá...

As anêmonas por definição são cnidários assim como as água-viva, medusa, etc... apesar de não parecer, são excelentes PREDADORES, mas também podem viver como fotossintetizantes, assim como os corais, se alimentando da energia liberada das zooxanthelas presentes em seus tecidos.

As anêmonas via de regra são seres sésseis (vivem coladas no substrato), mas tem algumas que são nadadoras, o que foge totalmente do padrão da espécie, mas aqui trataremos mais especificamente das BBT que não nadam. Para os mais curiosos, aqui vai alguns exemplos de nadadoras: Boloceroides mcmurrichi, Stomphia coccinea, Stomphia didemon (a Stomphia é a minha preferida das nadadoras, no youtube tem inumes videos), Phlyctenactis tuberculosa, entre inúmeras outras.

As BBT são animais que possuem um sistema digestivo ultra simples, composto basicamente de um tubo digestivo e nada mais, mais para frente veremos onde e no que isso será importante sabermos.

Partindo do princípio que é um animal séssil, devemos ter um certo cuidado quando a colocamos no aquário: seu disco pedal, ou base, não tolera circulação intensa e também não tolera luz, poranto, se quise que a sua anêmona NíO ANDE, escolha bem onde vai colocá-la respeitando esse princípio, procure vãos ou buracos na rocha onde ela possa se acomodar se protegendo da luz intensa e da circulação, caso não tenha essa possibilidade, muito provavelmente ela vai andar até achar algo confortável e nisso vai queimando tudo no seu caminho. Sabendo colocar no local certo, ela no máximo se acomoda e não anda mais. O disco oral, onde ficam os tentáculos (nas BBT grandes chegam a 200 na média) é o oposto, NECESSITAM DE LUZ e circulação moderada. Isso se dá pela sobrevivência, circulação naturalmente vai trazer micro fauna que vão ficar presos nos tentáculos e ela vai se alimentar, e paralelamente, caso a anêmona esteja em algum local com micro fauna é precária, ela se abrirá para receber luz e viver da fotossíntese das micro algas presentes nos seus tecidos (zooxanthelas). Por isso não é obrigatório alimentar sua anêmona, desde que se tenha boas condições de iluminação.

Ainda sobre queimar, isso acontece devido ís células Cnidócitas urticantes (que por sinal, elas que dão o nome ao filo) que "enroscam como espinhos" na presa para ela poder caçar e se alimentar. Sempre considere esse aspecto, não deixe corais onde os tentáculos podem alcançar e queimar o coral. Vai ser prejuízo na certa.


Perguntas frequentes:
1 - Por que minha anêmona fica com o tentáculo comprido e não com as bolhas nas pontas?
R: Ninguém sabe explicar com 100% de certeza, a teoria mais PROVÁVEL é que esse fator está ligado í circulação. Se a circulação estiver boa, ela vai se esticar toda para cobrir uma área maior e ter maiores/melhores condições de caça, se a circulação estiver baixa, ela fica com a bolha na ponta para aumentar a superfície que recebe luz e consequentemente aumentar a fotossítese. Mas isso é apenas teoria e ninguém conseguiu provar nada a respeito.

2- Posso dar lula para anêmona?
R: Poder pode, mas eu particularmente não recomendo. A explicação é bastante simples assim com o sistema digestivo da anêmona: carnes mais duras, mais consistentes, assim como é da lula, demora muito mais para se fazer digestão no sistema simples (por isso que citei lá em cima), nessa demora pode ocorrer uma contaminação generalizada de bactérias inicialmente no alimento e na sequencia passando para os tecidos da anêmona, matando-a por infecção/contaminação.

3- Então que tipo de alimento fornecer?
R: Já testei inúmeros tipos de de alimentos, o melhor é o mais básico: pedaço de camarão sem casca. A carne do camarão é macia e não densa, facilita e muito a digestão. Desde que sejam carnes macias oriundas do mar (já vi gente dando de filhote de ramister até pedaço de frango), não há grandes problemas. Minhas anêmonas por muitas vezes regorgitavam o pedaço de lula exatamente por ser muito denso.

4- Posso ter mais de uma anêmona no mesmo tanque?

R: Desde que sejam da mesma espécie, sem problema algum, eu particularmente tenho 5 tipos diferentes de BBT no meu tanque e vivem como se fosse um gramado, sem problema. Não se recomenda misturar espécies diferentes, exemplo: BBT e carpet, carpet e ritteri, BBT e passiflora, BBT e haiti e assim por diante. A explicação é que são animais territorialistas ao extremo, ao perceber que existe outra espécie proxima, iniciam uma guerra química soltando muitas toxinas na água com o intuito de envenenar a potencial concorrente, nessa aí seus parâmetros se alteram e pode acorrer em casos extremos, o envenenamento de peixes, corais e claro, da própria anemona que está sendo atacada. Se você já tiver espécies diferentes no mesmo tanque, tente acomodar de forma que a circulação não favoreça o ataque mútuo, tente "enganá-las".

5- Como eu faço para elas se dividirem naturalmente e eu "ganhar" outa anêmona?

R: Outra pergunta sem uma resposta específica ou pacífica. Via de regra, elas se dividem em duas situações: durante um stress, que pode ser após uma TPA, mudança de tanque, alteração de parâmetros, temperatura, etc... se dividem para garantir a perpetuação da espécie diante de um problema que ela pode morrer. A outra é quando os parâmetros estão ideais e ela simplesmente se multiplica sem muita razão aparente. A única forma certa é cortando-a, mas isso eu tratarei oportunamente ou via MP, aqui focarei aos iniciantes. Tenho uma BBT green que ficou 2 anos sem se dividir, ficou maior que um disco de vinil quando totalmente aberta, 3 ocellaris grandes literalmente se perdiam dentro dela. Portanto, não existe equação "matemágica" para se dividirem.

6- Qual a temperatura ideal para anêmonas?
R: A ideal para BBT é de 24ºC, mas essa temperatura já começa entrar em uma zona arriscada para os demais habitantes do aquário, principalmente peixes, se baixar um pouco mais já começa a aparecer ictio ou até oodinium, em termos práticos, 26ºC é um ótima temperatura para manter todo o reef, inclusive as anêmonas. Se a temperatura por algum motivo subir, elas suportarão até 30ºC, mas não por muito tempo. Mais que isso elas começa a literalmente derreter, acabando com a água do reef.

7- Com qual frequencia devo aliementá-las?
R: Depende do seu reef. Se vc só tem SPS e precisa de água totalmente zerada de nitratos, nem precisa alimentar, deixe uma iluminação boa que o resto ela se vira sozinha. Se você mantém a anêmona em um pico ou nano, que qualquer coisa altera fácil os parâmetros, sugiro alimentação quinzenal. Se o seu tanque é grande e detrito não é problema, alimente semanalmente, ela começará a se dividir com frequencia e rápido. Existe uma lenda que alimentar duas vezes por semana estimula a divisão, mas como eu disse isso é lenda, não há nada comprovado. Aliás, o que há comprovado é que se alimentar com pouco espaço entre as refeições vai cair na questão anteriormente citada que não vai dar tempo de digerir um, já vem outro. Consequencia: boom de bactérias e adeus anêmona.

8- Peixe palhaço ajuda anêmonas crescerem?
R: Não necessariamente. Se o peixe alimentar a anêmona, vai ajudar sim, mas isso não é muito comum. Tenho 14 palhaços no meu tanque e só 1 deles faz isso. A fêmea do tomato. Os ocellaris não tratam de ninguém.

9- Se eu encostar a mão na anêmona, serei queimado?

R: Se ela encostar em locais com a pele mais fina e sensível, como as costas da mão por exemplo, você até pode sentir um certo desconforto, mas nada extremo. Se pegar com as mãos normalmente, onde a pele é mais grossa, não vai sentir absolutamente nada. NOTA IMPOTANTE: me refiro unica e exclusivamente ís BBT, se tentar pegar uma água-viva, caravela, medusa ou outro animal qualquer desse mesmo filo, seu médico terá emprego garantido!!!! NUNCA FAÇA ISSO!!!

Bom, em termos básicos e simples é isso. Obviamente não esgota o assunto, mas para quem está iniciando acho que já dá uma clariada razoável.

Fico aberto para críticas e sugestões, como disse anteriormente, não sou biologo e nem dono da verdade, o que eu escrevi aqui é fruto de muita leitura, pesquisa e experiência prática.

Abraços

Elder

_________________
Guia sobre BBT: viewtopic.php?f=53&t=9251
Balling: viewtopic.php?f=2&t=19273

Viva Metal!
ImagemImagemImagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: Desmistificando as BBT - guia rápido e prático
MensagemEnviado: 22 Jun 2011, 16:40 
Offline
Citar mensagem
Pseudocheilinus hexataenia
Pseudocheilinus hexataenia

Registrado em: 21 Jan 2010, 21:46
Mensagens: 72
Localização: Jacarei
Curtiu: 0 vez
Recebeu Curtir: 1 vez
Apelido: junior
Elder escreveu:
Saudações a todos!

Vejo (e recebo) inúmeros questionamentos sobre como cuidar das Bubble Tip Anemones (BBT), portanto decidi fazer um guia rápido para iniciantes e quem sabe até não iniciantes que por ventura tenha algum tipo de dúvida.

Bom, inicialmente gostaria de esclarecer que não sou biologo e nem tenho formação na área, sou apenas um colecionador apaixonado de anêmonas BBT, tenho cerca de 20 atualmente no meu tanque. As informações aqui prestadas são fruto de muita leitura e pesquisa, principalmente em outros idiomas, visto que o material em português é bastante precário e escasso. Vou evitar citar muitos termos técnicos, serei bastante prático e objetivo.

Vamos lá...

As anêmonas por definição são cnidários assim como as água-viva, medusa, etc... apesar de não parecer, são excelentes PREDADORES, mas também podem viver como fotossintetizantes, assim como os corais, se alimentando da energia liberada das zooxanthelas presentes em seus tecidos.

As anêmonas via de regra são seres sésseis (vivem coladas no substrato), mas tem algumas que são nadadoras, o que foge totalmente do padrão da espécie, mas aqui trataremos mais especificamente das BBT que não nadam. Para os mais curiosos, aqui vai alguns exemplos de nadadoras: Boloceroides mcmurrichi, Stomphia coccinea, Stomphia didemon (a Stomphia é a minha preferida das nadadoras, no youtube tem inumes videos), Phlyctenactis tuberculosa, entre inúmeras outras.

As BBT são animais que possuem um sistema digestivo ultra simples, composto basicamente de um tubo digestivo e nada mais, mais para frente veremos onde e no que isso será importante sabermos.

Partindo do princípio que é um animal séssil, devemos ter um certo cuidado quando a colocamos no aquário: seu disco pedal, ou base, não tolera circulação intensa e também não tolera luz, poranto, se quise que a sua anêmona NíO ANDE, escolha bem onde vai colocá-la respeitando esse princípio, procure vãos ou buracos na rocha onde ela possa se acomodar se protegendo da luz intensa e da circulação, caso não tenha essa possibilidade, muito provavelmente ela vai andar até achar algo confortável e nisso vai queimando tudo no seu caminho. Sabendo colocar no local certo, ela no máximo se acomoda e não anda mais. O disco oral, onde ficam os tentáculos (nas BBT grandes chegam a 200 na média) é o oposto, NECESSITAM DE LUZ e circulação moderada. Isso se dá pela sobrevivência, circulação naturalmente vai trazer micro fauna que vão ficar presos nos tentáculos e ela vai se alimentar, e paralelamente, caso a anêmona esteja em algum local com micro fauna é precária, ela se abrirá para receber luz e viver da fotossíntese das micro algas presentes nos seus tecidos (zooxanthelas). Por isso não é obrigatório alimentar sua anêmona, desde que se tenha boas condições de iluminação.

Ainda sobre queimar, isso acontece devido ís células Cnidócitas urticantes (que por sinal, elas que dão o nome ao filo) que "enroscam como espinhos" na presa para ela poder caçar e se alimentar. Sempre considere esse aspecto, não deixe corais onde os tentáculos podem alcançar e queimar o coral. Vai ser prejuízo na certa.


Perguntas frequentes:
1 - Por que minha anêmona fica com o tentáculo comprido e não com as bolhas nas pontas?
R: Ninguém sabe explicar com 100% de certeza, a teoria mais PROVÁVEL é que esse fator está ligado í circulação. Se a circulação estiver boa, ela vai se esticar toda para cobrir uma área maior e ter maiores/melhores condições de caça, se a circulação estiver baixa, ela fica com a bolha na ponta para aumentar a superfície que recebe luz e consequentemente aumentar a fotossítese. Mas isso é apenas teoria e ninguém conseguiu provar nada a respeito.

2- Posso dar lula para anêmona?
R: Poder pode, mas eu particularmente não recomendo. A explicação é bastante simples assim com o sistema digestivo da anêmona: carnes mais duras, mais consistentes, assim como é da lula, demora muito mais para se fazer digestão no sistema simples (por isso que citei lá em cima), nessa demora pode ocorrer uma contaminação generalizada de bactérias inicialmente no alimento e na sequencia passando para os tecidos da anêmona, matando-a por infecção/contaminação.

3- Então que tipo de alimento fornecer?
R: Já testei inúmeros tipos de de alimentos, o melhor é o mais básico: pedaço de camarão sem casca. A carne do camarão é macia e não densa, facilita e muito a digestão. Desde que sejam carnes macias oriundas do mar (já vi gente dando de filhote de ramister até pedaço de frango), não há grandes problemas. Minhas anêmonas por muitas vezes regorgitavam o pedaço de lula exatamente por ser muito denso.

4- Posso ter mais de uma anêmona no mesmo tanque?

R: Desde que sejam da mesma espécie, sem problema algum, eu particularmente tenho 5 tipos diferentes de BBT no meu tanque e vivem como se fosse um gramado, sem problema. Não se recomenda misturar espécies diferentes, exemplo: BBT e carpet, carpet e ritteri, BBT e passiflora, BBT e haiti e assim por diante. A explicação é que são animais territorialistas ao extremo, ao perceber que existe outra espécie proxima, iniciam uma guerra química soltando muitas toxinas na água com o intuito de envenenar a potencial concorrente, nessa aí seus parâmetros se alteram e pode acorrer em casos extremos, o envenenamento de peixes, corais e claro, da própria anemona que está sendo atacada. Se você já tiver espécies diferentes no mesmo tanque, tente acomodar de forma que a circulação não favoreça o ataque mútuo, tente "enganá-las".

5- Como eu faço para elas se dividirem naturalmente e eu "ganhar" outa anêmona?

R: Outra pergunta sem uma resposta específica ou pacífica. Via de regra, elas se dividem em duas situações: durante um stress, que pode ser após uma TPA, mudança de tanque, alteração de parâmetros, temperatura, etc... se dividem para garantir a perpetuação da espécie diante de um problema que ela pode morrer. A outra é quando os parâmetros estão ideais e ela simplesmente se multiplica sem muita razão aparente. A única forma certa é cortando-a, mas isso eu tratarei oportunamente ou via MP, aqui focarei aos iniciantes. Tenho uma BBT green que ficou 2 anos sem se dividir, ficou maior que um disco de vinil quando totalmente aberta, 3 ocellaris grandes literalmente se perdiam dentro dela. Portanto, não existe equação "matemágica" para se dividirem.

6- Qual a temperatura ideal para anêmonas?
R: A ideal para BBT é de 24ºC, mas essa temperatura já começa entrar em uma zona arriscada para os demais habitantes do aquário, principalmente peixes, se baixar um pouco mais já começa a aparecer ictio ou até oodinium, em termos práticos, 26ºC é um ótima temperatura para manter todo o reef, inclusive as anêmonas. Se a temperatura por algum motivo subir, elas suportarão até 30ºC, mas não por muito tempo. Mais que isso elas começa a literalmente derreter, acabando com a água do reef.

7- Com qual frequencia devo aliementá-las?
R: Depende do seu reef. Se vc só tem SPS e precisa de água totalmente zerada de nitratos, nem precisa alimentar, deixe uma iluminação boa que o resto ela se vira sozinha. Se você mantém a anêmona em um pico ou nano, que qualquer coisa altera fácil os parâmetros, sugiro alimentação quinzenal. Se o seu tanque é grande e detrito não é problema, alimente semanalmente, ela começará a se dividir com frequencia e rápido. Existe uma lenda que alimentar duas vezes por semana estimula a divisão, mas como eu disse isso é lenda, não há nada comprovado. Aliás, o que há comprovado é que se alimentar com pouco espaço entre as refeições vai cair na questão anteriormente citada que não vai dar tempo de digerir um, já vem outro. Consequencia: boom de bactérias e adeus anêmona.

8- Peixe palhaço ajuda anêmonas crescerem?
R: Não necessariamente. Se o peixe alimentar a anêmona, vai ajudar sim, mas isso não é muito comum. Tenho 14 palhaços no meu tanque e só 1 deles faz isso. A fêmea do tomato. Os ocellaris não tratam de ninguém.

9- Se eu encostar a mão na anêmona, serei queimado?

R: Se ela encostar em locais com a pele mais fina e sensível, como as costas da mão por exemplo, você até pode sentir um certo desconforto, mas nada extremo. Se pegar com as mãos normalmente, onde a pele é mais grossa, não vai sentir absolutamente nada. NOTA IMPOTANTE: me refiro unica e exclusivamente ís BBT, se tentar pegar uma água-viva, caravela, medusa ou outro animal qualquer desse mesmo filo, seu médico terá emprego garantido!!!! NUNCA FAÇA ISSO!!!

Bom, em termos básicos e simples é isso. Obviamente não esgota o assunto, mas para quem está iniciando acho que já dá uma clariada razoável.

Fico aberto para críticas e sugestões, como disse anteriormente, não sou biologo e nem dono da verdade, o que eu escrevi aqui é fruto de muita leitura, pesquisa e experiência prática.

Abraços

Elder

Parabens pelo topico mto esclarecedor


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: Desmistificando as BBT - guia rápido e prático
MensagemEnviado: 22 Jun 2011, 16:52 
Offline
Citar mensagem
Moderador
Moderador
Avatar do usuário

Registrado em: 04 Nov 2009, 23:04
Mensagens: 21673
Localização: Santo André - SP
Curtiu: 9 vezes
Recebeu Curtir: 146 vezes
Obrigado! icon_joia

_________________
Guia sobre BBT: viewtopic.php?f=53&t=9251
Balling: viewtopic.php?f=2&t=19273

Viva Metal!
ImagemImagemImagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: Desmistificando as BBT - guia rápido e prático
MensagemEnviado: 22 Jun 2011, 17:06 
Offline
Citar mensagem
Pseudocheilinus hexataenia
Pseudocheilinus hexataenia

Registrado em: 26 Jun 2010, 16:13
Mensagens: 67
Curtiu: 0 vez
Recebeu Curtir: 0 vez
Apelido: Lero
Cidade: Curitiba
País: Brasil
Para que fazer um quote tão grande icon_assobiando icon_bangin ?


ótimo tópico só faltou imagens dela

estou me encorajando com uma mas ainda tem que ler muito e ver pessoalmente uma dessas.

_________________
Meu nano!!!


viewtopic.php?f=25&t=9027&p=84512#p84512


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: Desmistificando as BBT - guia rápido e prático
MensagemEnviado: 22 Jun 2011, 21:49 
Offline
Citar mensagem
Administrador
Avatar do usuário

Registrado em: 17 Jun 2009, 13:38
Mensagens: 18600
Imagens: 18
Localização: Ilhabela
Curtiu: 97 vezes
Recebeu Curtir: 137 vezes
Apelido: Matias Ilhabela
Data de Nascimento: 30 Abr 1966
Cidade: Ilhabela
País: Brasil
ótimo topico icon-aplauder icon-aplauder

_________________
procurando uma loja? mapa das lojas de aquariofilia
curta nossa pagina no Face https://www.facebook.com/pages/Brasil-R ... 4366309039


Voltar ao topo
 Perfil Álbum pessoal  
 
 Título: Re: Desmistificando as BBT - guia rápido e prático
MensagemEnviado: 22 Jun 2011, 21:56 
Offline
Citar mensagem
Moderador
Moderador
Avatar do usuário

Registrado em: 04 Nov 2009, 23:04
Mensagens: 21673
Localização: Santo André - SP
Curtiu: 9 vezes
Recebeu Curtir: 146 vezes
obrigado Matias, esse tópico foi bastante simples, quem sabe mais pra frente eu posto o avançado.

_________________
Guia sobre BBT: viewtopic.php?f=53&t=9251
Balling: viewtopic.php?f=2&t=19273

Viva Metal!
ImagemImagemImagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: Desmistificando as BBT - guia rápido e prático
MensagemEnviado: 23 Jun 2011, 00:00 
Offline
Citar mensagem
Pseudocheilinus hexataenia
Pseudocheilinus hexataenia

Registrado em: 14 Fev 2011, 22:07
Mensagens: 62
Curtiu: 0 vez
Recebeu Curtir: 0 vez
Apelido: Anilton
Data de Nascimento: 30 Abr 1981
Cidade: SJCampos
País: BR
Excelente tópico. clapping_02

Agora, fiquei curioso sobre a divisão das anemonas!!! Vou ficar ligado nos "próximos capítulos"!!!

Parabéns!!


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: Desmistificando as BBT - guia rápido e prático
MensagemEnviado: 23 Jun 2011, 09:03 
Offline
Citar mensagem
Moderador
Moderador
Avatar do usuário

Registrado em: 04 Nov 2009, 23:04
Mensagens: 21673
Localização: Santo André - SP
Curtiu: 9 vezes
Recebeu Curtir: 146 vezes
ac-sjc escreveu:
Excelente tópico. clapping_02

Agora, fiquei curioso sobre a divisão das anemonas!!! Vou ficar ligado nos "próximos capítulos"!!!

Parabéns!!


AC-SJC, vamos lá:

Basicamente existem 4 tipos de reprodução:

-Sexuada - Lançam na coluna d´agua seus gametas, masculino e feminino, os gametas se encontram, fecundam gerando um novo indivíduo que vai crescer fixado ao substrato.
-Fissão longitudinal- A divisão, normalmente ao meio, ocorre de cima para baixo, ocorre de forma bastante rápida. Pode acontecer de se dividir em 3, conforme imagem no final do post.
-Projeção dos lobos pedais- Bastante similar a fissão, surge um novo indivíduo na região da base, começa a crescer e determinado ponto (já bem formado) se rompe do indivíduo principal, gerando um novo. Nunca vi acontecer em sistema fechado, e também nunca ouvi falar, mas já deve ter acontecido.
-Laceração pedal- A base da anêmona começa a se fragmentar soltando pequenos pedaços no substrato, esses pedaços criam um tipo de proteção que o isola do sistema e se inicia a regeneração. As anêmonas são conhecidas pelo sua poderosa capacidade de regeneração, teoricamente, a partir de uma única celula, pode ser formar outro indivíduo inteiro.

Em sistema fechado, o normal é acontecer a fissão longitudinal, já vi várias vezes também a liberação de gametas, o skimmer enlouquece e retira tudo. No youtube também tem vários videos, é praticamente

Exemplo de fissão que aconteceu com uma das minhs BBT anãs:

Imagem

Todo esse processo de divisão levou aproximadamente de 30 a 40 minutos, coincidentemente eu estava em casa e consegui acompanhar e fotografar, foi muito interessante.

Espero ter ajudado.

Elder

_________________
Guia sobre BBT: viewtopic.php?f=53&t=9251
Balling: viewtopic.php?f=2&t=19273

Viva Metal!
ImagemImagemImagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: Desmistificando as BBT - guia rápido e prático
MensagemEnviado: 23 Jun 2011, 09:10 
Offline
Citar mensagem
Pseudocheilinus hexataenia
Pseudocheilinus hexataenia

Registrado em: 14 Fev 2011, 22:07
Mensagens: 62
Curtiu: 0 vez
Recebeu Curtir: 0 vez
Apelido: Anilton
Data de Nascimento: 30 Abr 1981
Cidade: SJCampos
País: BR
Show de bola Elder.

Tenho uma BBT que se dividiu quando comprei, coloquei no aqua e ela se dividiu, fiquei preocupado de inicio, mas depois entendi!!! icon_clap
Mas eu nao tive a sorte de ver "acontecendo".

Uma das partes ainda está pequena, estou alimentando com camarão 1 vez/semana.

Tenho tbm uma passifora que está bem grande, mas essa nao quer saber de dividir icon_nono


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: Desmistificando as BBT - guia rápido e prático
MensagemEnviado: 23 Jun 2011, 09:17 
Offline
Citar mensagem
Moderador
Moderador
Avatar do usuário

Registrado em: 04 Nov 2009, 23:04
Mensagens: 21673
Localização: Santo André - SP
Curtiu: 9 vezes
Recebeu Curtir: 146 vezes
Quando a anêmona se dividir, espere pelo menos uns 20 dias antes de começar a alimentar, no processo de divisão, o tubo digestivo é partido ao meio, além de não estar completo, existe o "ferimento" do processo divisório, com alto risco de infecção, portanto, aguarde uns 20 a 30 dias para alimentar para ter certeza que vai estar cicatrizada.

Sobre as passifloras, elas não se dividem, a reprodução é sexuada.

_________________
Guia sobre BBT: viewtopic.php?f=53&t=9251
Balling: viewtopic.php?f=2&t=19273

Viva Metal!
ImagemImagemImagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: Desmistificando as BBT - guia rápido e prático
MensagemEnviado: 23 Jun 2011, 23:02 
Offline
Citar mensagem
Pomacanthus imperator
Pomacanthus imperator
Avatar do usuário

Registrado em: 28 Mar 2011, 14:28
Mensagens: 671
Curtiu: 0 vez
Recebeu Curtir: 3 vezes
Apelido: lLose
Data de Nascimento: 08 Set 1993
Cidade: Itapetininga
País: Brasil
muito bom o tópico tenho um pico 50l sera que da para colocar uma dessas? vi uma me apaixonei


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: Desmistificando as BBT - guia rápido e prático
MensagemEnviado: 23 Jun 2011, 23:07 
Offline
Citar mensagem
Moderador
Moderador
Avatar do usuário

Registrado em: 04 Nov 2009, 23:04
Mensagens: 21673
Localização: Santo André - SP
Curtiu: 9 vezes
Recebeu Curtir: 146 vezes
Se for BBT anã dá sim, tranquilamente. Mas só se for anã! Tenho um nano de 80L de led no meu quarto com 2 bbt anãs :-D

_________________
Guia sobre BBT: viewtopic.php?f=53&t=9251
Balling: viewtopic.php?f=2&t=19273

Viva Metal!
ImagemImagemImagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: Desmistificando as BBT - guia rápido e prático
MensagemEnviado: 24 Jun 2011, 00:29 
Offline
Citar mensagem
Pomacanthus imperator
Pomacanthus imperator
Avatar do usuário

Registrado em: 28 Mar 2011, 14:28
Mensagens: 671
Curtiu: 0 vez
Recebeu Curtir: 3 vezes
Apelido: lLose
Data de Nascimento: 08 Set 1993
Cidade: Itapetininga
País: Brasil
vo colocar uma anã no meu então você vende??


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: Desmistificando as BBT - guia rápido e prático
MensagemEnviado: 24 Jun 2011, 01:22 
Offline
Citar mensagem
Centropyge interruptus
Centropyge interruptus
Avatar do usuário

Registrado em: 06 Jan 2011, 14:13
Mensagens: 7797
Curtiu: 18 vezes
Recebeu Curtir: 58 vezes
Apelido: Marcio
Data de Nascimento: 07 Dez 1972
Cidade: São Paulo
País: Brasil
Elder exelente tópico, simples e esclarecedor. Bela iniciativa. icon_joia


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: Desmistificando as BBT - guia rápido e prático
MensagemEnviado: 24 Jun 2011, 09:05 
Offline
Citar mensagem
Moderador
Moderador
Avatar do usuário

Registrado em: 04 Nov 2009, 23:04
Mensagens: 21673
Localização: Santo André - SP
Curtiu: 9 vezes
Recebeu Curtir: 146 vezes
Luis Henrique escreveu:
vo colocar uma anã no meu então você vende??


Por enquanto não tenho nenhuma a venda. Procure nos classificados que vc encontra com preços bons. icon_yes

_________________
Guia sobre BBT: viewtopic.php?f=53&t=9251
Balling: viewtopic.php?f=2&t=19273

Viva Metal!
ImagemImagemImagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: Desmistificando as BBT - guia rápido e prático
MensagemEnviado: 24 Jun 2011, 10:24 
Offline
Citar mensagem
Pseudocheilinus hexataenia
Pseudocheilinus hexataenia

Registrado em: 14 Fev 2011, 22:07
Mensagens: 62
Curtiu: 0 vez
Recebeu Curtir: 0 vez
Apelido: Anilton
Data de Nascimento: 30 Abr 1981
Cidade: SJCampos
País: BR
Elder escreveu:
Quando a anêmona se dividir, espere pelo menos uns 20 dias antes de começar a alimentar, no processo de divisão, o tubo digestivo é partido ao meio, além de não estar completo, existe o "ferimento" do processo divisório, com alto risco de infecção, portanto, aguarde uns 20 a 30 dias para alimentar para ter certeza que vai estar cicatrizada.

Sobre as passifloras, elas não se dividem, a reprodução é sexuada.


Eder, quer dizer entao que a pasifloras não se dividem? icon_wacko

Teria que ter outra então para reprodução (lançando os gametas como explicou, certo?).
E cada uma tem ambos os gametas (masculino e feminino)?

Última dúvida, é dificil esse tipo de reprodução nos reef?

Obrigado.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: Desmistificando as BBT - guia rápido e prático
MensagemEnviado: 24 Jun 2011, 10:41 
Offline
Citar mensagem
Moderador
Moderador
Avatar do usuário

Registrado em: 04 Nov 2009, 23:04
Mensagens: 21673
Localização: Santo André - SP
Curtiu: 9 vezes
Recebeu Curtir: 146 vezes
Anilton

As anêmonas são animais dióicos (macho e fêmea), e para a reprodução de passifloras teria que ter um macho e uma fêmea soltando seus gametas na coluna d´ água, o skimmer vai retirar toda essa carga orgânica em tempo real, o que torna praticamente impossivel conseguir uma fecundação, formação do cisto e desenvolvimento da planula. Já vi algumas vezes as anemonas soltando seus gametas no aquario, mas nunca vi alguem conseguir vingar essa reprodução em cativeiro, pode até ser que seja possível e/ou que alguem tenha feito, mas eu particularmente nunca vi.

_________________
Guia sobre BBT: viewtopic.php?f=53&t=9251
Balling: viewtopic.php?f=2&t=19273

Viva Metal!
ImagemImagemImagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: Desmistificando as BBT - guia rápido e prático
MensagemEnviado: 24 Jun 2011, 11:15 
Offline
Citar mensagem
Pseudocheilinus hexataenia
Pseudocheilinus hexataenia

Registrado em: 14 Fev 2011, 22:07
Mensagens: 62
Curtiu: 0 vez
Recebeu Curtir: 0 vez
Apelido: Anilton
Data de Nascimento: 30 Abr 1981
Cidade: SJCampos
País: BR
Elder escreveu:
Anilton

As anêmonas são animais dióicos (macho e fêmea), e para a reprodução de passifloras teria que ter um macho e uma fêmea soltando seus gametas na coluna d´ água, o skimmer vai retirar toda essa carga orgânica em tempo real, o que torna praticamente impossivel conseguir uma fecundação, formação do cisto e desenvolvimento da planula. Já vi algumas vezes as anemonas soltando seus gametas no aquario, mas nunca vi alguem conseguir vingar essa reprodução em cativeiro, pode até ser que seja possível e/ou que alguem tenha feito, mas eu particularmente nunca vi.


Compreendido Elder!!! icon_joia

Obrigado.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: Desmistificando as BBT - guia rápido e prático
MensagemEnviado: 24 Jun 2011, 12:05 
Offline
Citar mensagem
Pseudocheilinus hexataenia
Pseudocheilinus hexataenia

Registrado em: 15 Jun 2011, 14:23
Mensagens: 40
Curtiu: 0 vez
Recebeu Curtir: 0 vez
Apelido: Anilton
Data de Nascimento: 29 Dez 1973
Cidade: São Paulo
País: Brasil
Elder, você me confundiu com o ac-sjc rsrsrsrs .... :lol:


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: Desmistificando as BBT - guia rápido e prático
MensagemEnviado: 24 Jun 2011, 12:09 
Offline
Citar mensagem
Moderador
Moderador
Avatar do usuário

Registrado em: 04 Nov 2009, 23:04
Mensagens: 21673
Localização: Santo André - SP
Curtiu: 9 vezes
Recebeu Curtir: 146 vezes
Anilton Lucas escreveu:
Elder, você me confundiu com o ac-sjc rsrsrsrs .... :lol:


Não confundi não, no apelido dele está Anilton tb! ::inocent icon_assobiando

_________________
Guia sobre BBT: viewtopic.php?f=53&t=9251
Balling: viewtopic.php?f=2&t=19273

Viva Metal!
ImagemImagemImagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ 152 mensagens ]  Ir para página 1, 2, 3, 4, 5 ... 8  Próximo

Todos os horários são GMT - 3 horas


Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 10 visitantes


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido
Enviar anexos: Proibido

Tópicos Similares

Dica: como ciclar seu aquário mais rápido (sem peixes) Fórum: Água Doce Geral Autor: Thiago Prado Respostas: 4
Como ciclar seu aquário mais rápido (sem peixes) - parte 2 Fórum: Água Doce Geral Autor: Thiago Prado Respostas: 0
Desmonte - Lista atualizada / está vendendo rápido Fórum: Classificado Geral Autor: Alexandre Pinhaneli Respostas: 5
HELP - (Guia para aquarista marinho iniciante) Fórum: Aquário Marinho Iniciante Autor: Thomassen Respostas: 6
Desmanche em BH para vender rápido - apenas retirada Fórum: Classificado Geral Autor: Pedro Mendonca Respostas: 0
Ir para:  




Powered by phpBB © 2008 phpBB Group | Traduzido por: Suporte phpBB
subSilver+ theme by Canver Software, sponsor Sanal Modifiye

Modificado por Micael Borin Martins